chama violeta  Pager

Deepavali ou Diwali – Festival das Luzes
Este Ano cai em uma Domingo, 11-11-2007

Existem várias alegações sobre a origem atribuídas a este festival. Alguns alimentam que ele celebra o casamento de Lakshmi com o Senhor Vishnu o Supremo. 

A luz é sinal de libertação da ignorância. 

DEEPAVALI ou Diwali significa: “uma carreira de luzes”.

Em Bengala, o festival é dedicado para a adoração de Kali. Ele também é comemorado como o dia abençoado em que o Senhor Rama, de forma triunfante, retornou para Ayodhya, após ter derrotado Ravana. Neste dia, também, Sri Krishna matou o demônio Narakasura.

Na Índia as pessoas se cumprimentam uns aos outros perguntando: “Você já tomou banho no Ganges?”, o qual se refere, realmente, ao banhar-se em óleo pela manha como uma referência purificatória, como um banho do Sagrado Ganges.

Todos esquecem e perdoam os aborrecimentos feitos pelos outros. Há um ar de liberdade, festividade e amizade em todo os lugares. Este festival traz unidade. Ele instila caridade no coração das pessoas.

Despertar durante o Brahmamuhurta (as 4 horas da manhã), é uma grande bênção no ponto de vista da saúde, disciplina ética, eficiência no trabalho e no avanço espiritual. No Deepavali todos acordam cedo pela manhã. Os sábios que instituíram seus hábitos tem aumentado suas esperanças para com seus descendentes que desejam realizar seus benefícios, e conseguem um hábito regular nas suas vidas.

É um modo feliz de grande regozijo para o povo, movimentando-se com liberdade, misturando-se uns com os outros sem qualquer reserva; toda a inimizade é esquecida. As pessoas abraçam-se uns aos outros com amor. Deepavali é uma grande força unificadora. Aquele que apurou o seu ouvido interno irá ouvir claramente a voz dos sábios: “ó filho de Deus!, unidade e amor é tudo”. As vibrações produzidas pelas bendições de amor, as quais enchem a atmosfera, são poderosas suficientes para produzir uma troca no coração em todo o homem e mulher neste mundo. Ah! Este coração é considerado enrijecido, e somente uma contínua celebração de Deepavali em nossas casas pode reacender em nós esta urgente necessidade de mandar embora o ruidoso caminho do ódio.

Neste dia, os Hindus do norte da Índia abrem seus livros de contas e rezam por sucesso e prosperidade, para o ano que está chegando. As casas são limpas e decoradas para o dia e iluminadas a noite com lamparinas de óleo. A melhor e mais fina iluminação é vista em Bombaim e Amritsar. O famoso templo de Ouro em Amritsar é iluminado no entardecer com milhares de lâmpadas em todas as direções e um grande canhão de luz. Vaishnavas celebram o Puja de Govarnada, e alimentam as pessoas pobres em larga escala.

Ó Ram! A luz das luzes, o ser luminoso da interna luz do Ser, que sempre e constantemente  brilha na câmara do seu coração. Sente-se sossegadamente. Feche seus olhos. Retire os sentidos. Fixe a mente nesta suprema luz que dá alegria ao real Deepavali, pela obtenção da iluminação da alma.

Aquele que em Si mesmo vê a todos, mas que ninguém observa; que ilumina o intelecto, que é o Sol, a Lua e as estrelas, e que não O podem iluminar, Ele realmente é Brahman, o Ser interior. Celebre-se o real Deepavali pela vivência no Brahman, e alegrem-se na eterna bem-aventurança da alma.

O Sol não pode iluminar ali, nem a Lua e as estrelas, nem mesmo uma grande quantidade de fogo. Todas as luzes do mundo não podem comparar-se com um diminuto raio de luz do Ser interior. Una seu ser nesta luz das luzes e regozije-se no Deevali supremo.

Muitos festivais de Deevali vão e vem. Mas o coração da grande maioria está com a escuridão da luz da luz nova. As casas são clareadas com lâmpadas, mas o coração está cheio de escuridão e ignorância. Ó homem! Desperte do repouso da ignorância. Realize a constante e eterna luz da Alma da qual nenhuma coisa pode endurecer, através da meditação e da investigação profunda.

MENSAGEM AOS HINDUS POR OCASIÃO DA "FESTA DA LUZ"

Foi publicada a Mensagem de Francis Arinze, presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Intereligioso, aos Hindus, por ocasião da festa de Diwali ("da luz"), que celebram em todo o mundo. Diwali ou Deepavali, informa uma nota que acompanha a mensagem, "é um festival de iluminação" e "uma festa de renovação, já que os hindus acreditam que neste dia o poder divino supera a obscuridade do mundo terreno".Arinze escreve que estas festas são "oportunidades para que nos aproximemos como pessoas pertencentes a diversas tradições religiosas; são ocasiões providenciais para refletir juntos à luz de nossas respectivas crenças religiosas e na fidelidade a elas". Lembrando a recomendação tanto cristã como hindu da tolerância, acrescenta: "Porém a sociedade pluralista em que vivemos -prossegue a mensagem- requer mais que a mera tolerância. A tolerância normalmente é vista no sentido de suportar os demais, ou no máximo como um código de comportamento correto. Porém uma atitude resignada e medrosa não cria o clima adequado para uma coexistência verdadeiramente harmoniosa". "O espírito de nossas tradições religiosas -acrescenta Arinze- nos desafia a que superemos estes limites. De fato foi ordenado de amar o próximo como a nós mesmo. (...) Em nosso mundo desgarrado pela violência e ódio -conclui a mensagem aos hindus-, colaboremos para criar uma sociedade construída sobre a civilização do amor".

Que você todos realizem a plenitude da iluminação interior! Que a suprema luz das luzes iluminem o seu entendimento! Que você todos adquiram a inexaurível saúde espiritual do Ser! Que você todos prosperem gloriosamente no material assim como no plano espiritual!


Volte a Homepage. Back